SEGURANÇA PRESENTE REALIZA MAIS DE 12 MIL PRISÕES
13/04/2018
Fonte:DOERJ

Operações também promoveram o reordenamento urbano


As Operações Segurança Presente – que reforçam o policiamento nas regiões da Lapa, Lagoa Rodrigo de Freitas, Aterro do Flamengo, Méier e Centro – realizaram 12.028 prisões em flagrante desde o início das ações até o dia 10 de abril, e já cumpriram mais de 1,7 mil mandados de prisão. Também foram conduzidas à delegacia 461 pessoas por porte de arma branca, 71 por porte de arma de fogo, 809 por roubo e 823 por furto. Neste período, foram realizadas mais de 51,1 mil ações voluntárias de acolhimento.

Além de reduzirem diversos índices criminais, as operações promoveram o reordenamento urbano – em parceria com os órgãos da Prefeitura –, e garantiram o direito de ir e vir aos moradores e frequentadores dessas regiões da cidade do Rio de Janeiro.

– Este número é motivo de muito orgulho para todos nós. O modelo de policiamento adotado pela Segurança Presente é diferenciado e vem sendo cada vez mais eficaz. A mobilidade via bicicletas, motos e até mesmo caminhando, contribui muito para a abordagem mais rápida e direta. Numa via como a Avenida Presidente Vargas, por exemplo, se estivéssemos de viatura, o impacto no trânsito seria imenso – disse o major Márcio Rocha, coordenador da base Delta, na Central do Brasil, da Operação Centro Presente.

As operações contam com a participação de policiais militares da ativa (que atuam na folga), da reserva e egressos das Forças Armadas. Cerca de 1 mil agentes atuam, diariamente, no policiamento das cinco áreas beneficiadas.

Bairros do Rio recebem patrulhamento diariamente

Nas regiões da Lapa, Lagoa Rodrigo de Freitas, Aterro do Flamengo, Méier e Centro, o patrulhamento é feito a pé, de bicicleta e de moto, sempre em trios, formados por policiais militares e agentes civis, que filmam todas as abordagens para garantir transparência e dar legitimidade às operações.

As equipes também são monitoradas por GPS. As ações contam ainda com o apoio da Guarda Municipal, da Secretaria de Ordem Pública, da Comlurb e das superintendências regionais.

Para o coordenador da Operação Aterro Presente, major Amandy de Souza Peres Rodrigues, o resultado relevante das operações é atribuído também pela soma de forças.

– Esse resultado é consequência do trabalho em conjunto com a sociedade e os demais órgãos – destacou.

  Gerar Página de Impressão



Visitantes:

Quem Somos
Associações
Galeria
Fale Conosco
Associe-se
Diretoria
Legislação
Diário Oficial online
Artigos
Adins
Vídeos
Contracheque
Concursos
Boleto 2ª via
Eventos
Pensionista - Processos (UPO)
Entrevista
Forum
Calendário de pagamento
ADEPOL
Avenida Gomes Freire, 315 sobreloja
Centro - Rio de Janeiro/RJ
CEP 20231-012
Tel.: (21) 3806-2250
Fax.: 3806-2258